sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

A Aprendizagem na Construção da Vida


Há alguns dias dei início a uma série de artigos focados no ser humano e seu desenvolvimento,  no primeiro falei sobre o que vinha a ser o ser humano pelo meu olhar, depois expliquei a jornada humana, ou seja, onde se dá o início de nossas vidas e ainda comparei com a linha histórica do ser humano desde o início do hominídeo até os dias atuais, o homo-sapiens-sapiens, dei prosseguimento com outra jornada, mas dessa vez algo mais mental, que é a jornada da aprendizagem, onde determinei minha visão sobre o início da aprendizagem humana e que ela se dá já dentro do útero enquanto feto, demonstrando que não somos vazios de informações e sentidos quando nascemos, e no artigo anterior falei sobre a aprendizagem na prática e como se dá a construção dessa aprendizagem, aliás construção é uma palavra muito utilizada por mim em todos os artigos e pra quem acompanha no YouTube também falada .

A Construção é algo que ocorre num fluxo diário e faz parte de tudo o que fazemos, temos e sentimos, nada em nosso mundo aconteceu do dia para a noite, sempre passo a passo em ritmo de construir a cada dia um bloquinho rumo ao que temos no aqui e agora, seja positivo ou negativo, e toda essa construção tem como resultado final aprendizagem de alguma coisa, seja, moral, emocional, física (uma casa por exemplo), biológica e anatomicamente (músculos ‘sarados’ ou uma doença), tudo ocorre passo a passo. Hoje mesmo, num atendimento fisioterápico um paciente de 74 anos não compreendia o porquê da sua condição atual, porque segundo ele não havia motivos para estar de repente com tanta dor, visto que nunca na vida dele havia passado por nenhum processo doloroso ou inflamatório.
Minha resposta se deu, dentre outras, com essas perguntas: - Durante os últimos 30 anos o Senhor se exercitou alguma vez? Pensou sua alimentação? Se preocupou em sentar corretamente enquanto trabalhava?

Todas as respostas foram negativas.

Sendo assim, disse eu, há uma colheita sendo feita, há pessoas que devido a uma série de fatores somado a uma construção positiva em seus corpos, ainda assim por uma série de questões hereditárias, neste mesmo momento estão colhendo algumas dores e problemas estruturais, o Senhor aparentemente teve uma ajuda hereditária e somente agora que seu corpo reclamou, mas isso não significa que estava tudo bem e que do nada os problemas começaram, simplesmente houve uma construção negativa e dolorosa, mas real.

Com esse exemplo, pretendo bater novamente numa mesma tecla e que tem tudo a ver com a educação e a forma como vemos o ser humano, precisamos de educação emocional (desde o berço), social, filosófica (reaprender a pensar e a questionar) biológica-corporal (muito mais que aulas de ciências e de educação física) e sobre vivência humana, como sobreviver no dia-a-dia, por exemplo aprendendo a cozinhar e a reparar alguns defeitos em nossas casas, pode parecer até um retrocesso, pois hoje temos acesso a técnicos, mas nem sempre é possível resolver rapidamente, e certas noções são necessárias, não estou falando de formação técnica, mas de formação básica para necessidades diárias.

Mas a principal de todas essas está condicionada a formação emocional e capacidade de compreensão do eu e do outro, de se perceber incluído numa família, comunidade, sociedade, cidade, estado, país, continente, planeta e universo, do qual fazemos parte e do qual não dá pra fugir, que por mais que acreditemos que fizemos tudo certo teremos que arcar com as consequências de nossos atos e crenças, pois podemos ser cegos na plantação, mas a natureza se encarrega de entregar uma colheita com visão perfeita.

E se depois dessa colheita não houver aprendizagem, como funciona? Um novo ciclo de plantação cega num terreno sem preparo se inicia e provavelmente num futuro já mais próximo um novo problema chegará, culminando numa piora, uma colheita em busca de aprendizagem.

Nossa vida é preparada para a aprendizagem, estamos aqui nitidamente para aprender enquanto nos desenvolvemos, para evoluir e propagar nossa existência na linha do tempo, mas precisamos mudar urgente nosso pensamento sobre o que e como ensinar, pois nossa consciência está um tanto entorpecida com o raciocínio lógico e fragmentado criado no decorrer do nosso mundo moderno.

Não adianta globalizar apenas o planeta, se o ser humano for fragmentado teremos uma sociedade fraca e sempre em busca de alguém para seguir e ninguém pra liderar.

Até a próxima J







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo e construa comigo :)

A Inteligência

A inteligência é algo tão curioso para o ser humano que as vezes se torna até engraçado como é vista, pensada e pesquisada. Acreditem ou ...